Categorias
Notícias

O grupo de computação do LIP vai estar no HEPiX Autumn 2022 Workshop

O evento reúne engenheiros, administradores e gestores de sistemas tecnológicos utilizados em laboratórios e instituições de Física Nuclear e de Altas Energias. Vai decorrer entre os dias 31 de outubro e 3 de novembro, na Suécia.

Duas vezes por ano, a conferência HEPiX realiza-se em diferentes locais do mundo, com a missão de promover a partilha e troca de conhecimento, experiências e desafios dos especialistas de IT em computação científica. A próxima está marcada para Umeå, na Suécia e vai contar com uma  apresentação por Samuel Bernardo, membro do grupo de computação do LIP, na manhã de 1 de novembro pelas 9h50 (hora de inverno de Portugal).

Perante uma audiência proveniente dos diversos laboratórios de Física Nuclear e de Altas Energias espalhados pelo mundo – nomeadamente o Instituto de Física Alemão da sociedade Helmholtz (DESY), o CERN e o Laboratório Nacional de Brookhaven (BNL) -, Samuel Bernardo vai apresentar o projeto BigHPC.

Teve início há 3 anos, “no contexto da implementação do MACC e do Supercomputador BOB, no Minho”, afirma, notando que conta com 5 parceiros: o Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP), o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC-TEC), a empresa portuguesa Wavecom, a UT-Austin e o Minho Advanced Computing Center (MACC). 

O objetivo, explica, é “desenvolver uma plataforma para melhorar e monitorizar as infraestruturas de HPC e apoiar também a operacionalização do primeiro centro HPC onde vai operar o supercomputador Deucalion”.

Em palco, além da apresentação do projeto, vai focar-se nos benefícios associados a esta plataforma – já em fase final de desenvolvimento -, que pode também ser útil para a utilização nas infraestruturas que apoiam Física Nuclear e de Altas Energias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.